segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Vídeo Flagrante - Manifesto Porta na Cara

O Núcleo Audiovisual do Circo Voador filmou dois jovens entrando no mesmo banco, com a mesma bolsa, em momentos diferentes e constatou que o método de segurança utilizado atualmente pelas agências bancárias é baseado no pré-julgamento do segurança, que possui o controle de trava das portas.

Veja o vídeo abaixo, e se você já teve problemas para entrar no seu banco ou já sofreu algum constrangimento, então ASSINE o MANIFESTO PORTA NA CARA.



RJ, 09 de novembro de 2009

38 comentários:

  1. Achei o vídeo muito bem sacado, e concordo que foi racismo sim, mas muita gente já tá falando que o caso não aconteceu pelo fato de o cara ser negro, mas por estar mal e vestido e tal. Acho que esse poderia ser um projeto um pouco maior, com mais vídeos e com situações diferentes em diferentes bancos também, pra ampliar o alcance. Um cara negro e bem vestido, um branco mal vestido, esse tipo de coisa, pra legitimar mais o trabalho bacana de vocês.


    abraços.


    Amanda.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo trabalho, estão de parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Nunca sofri esse tipo de discriminação mas eu fico REVOLTADO quando vejo isso acontecer!!! Já repassei às pessoas da minha faculdade e do meu trabalho. Contem comigo para divulgar essa causa!

    ResponderExcluir
  5. Sem duvida nenhuma muito racismo uma sacanagem. Teoricamente é para proteger mais na pratica a falta de ética se eles sabem o que é etica!! um constrangimento imagima vc expor tudo que vc tem na bolsa para todos verem isso é pessoal nem a policia militar tem esse direito imagina os seguranças de banco!!

    ResponderExcluir
  6. Gente eu nunca sofri discriminação, mas fiquei chocada porque estava com uma tesoura na bolsa e o alarme da porta não tocou e ninguém me abordou. E eu estava P da vida naquele dia com o gerente. Imaginem se eu fosse uma doida e resolvesse fazer um M qualquer. Concordo com a proposta de fazerem mais vídeos abordando vários tipos de denúncias sociais.

    ResponderExcluir
  7. Eu ja sofri o mesmo problema na agencia do itáu da pça mauá em frente ao RB1.
    tirei TODOS os meus pertences da bolsa e ainda assim a porta travava. Acho que não se trata de preconceito mas uma questao de melhorar a tecnologia contra assaltos e roubos. Se querem mais segurança nos bancos porque não um raio -x?
    Isso tudo é um absurdo

    ResponderExcluir
  8. Eu estava escrevendo um texto enorme sobre preconceito e falta de consideração, quando parei novamente para ler o manifesto e percebi que lá nada fala sobre preconceito em bancos, e sim sobre um mimimi de colocar "raio-x" na entrada do banco. Sabem porque não colocam? Porque custa CARO e é BEM mais incomodo que uma porcaria de uma porta com trava.
    E o pior de tudo: se os bancos cobram R$6 de taxa de manutenção na conta de um indivíduo, esse mesmo vai achar o cumulo. Já vi pessoas indo até o banco brigar por malditos QUATRO reais de taxa que tem. Mas quando precisar ligar pro gerente, não vai lembrar que o salário dele vai ser pago, em partes, pelos R$4 que estão sendo debitados mensalmente da sua conta. Não importa, é tudo uma questão de pensar no próprio rabo.
    E por final, pra esquentar ainda mais as coisas, colocam um negro no vídeo para fazer polêmica em cima do acontecimento, como se ele sendo negro fosse o bastante para que o segurança travasse a porta, e não QUALQUER OUTRO MOTIVO QUE POSSA TER PASSADO PELA CABEÇA DO TRABALHADOR ALI DO OUTRO LADO QUE VAI ARRISCAR A PRÓPRIA VIDA CASO ALGO DÊ ERRADO. Fazer isso é jogar a fumaça para o lado errado. E lembre-se sempre disso quando for fazer um manifesto: estatísticas são mais sólidas que UM vídeo mostrando UM acontecimento. Antes de inflamar as coisas, junte dados relevantes e você terá um argumento imbatível.

    Com certeza o idealizador do manifesto teve um mal dia no banco e está de chororo até agora. A vida é assim, Murphy já provou isso pra nós.

    ResponderExcluir
  9. Já sofri este constrangimento várias vezes!Isso tem que acabar,esses vigilantes não tem preparo nenhum e quem paga somos nós.

    ResponderExcluir
  10. de quem é a música de fundo do vídeo??
    abraços.

    ResponderExcluir
  11. tem gente que ainda quer falar de estatísticas.

    MANIFESTO!
    To com voces.

    ResponderExcluir
  12. Eu sou branco e, dias atrás, tentei entrar na agência da Caixa Econômica Federal em Assis (SP) com uma máquina fotográfica digital e a porta travou para mim. Tive que colocá-la numa caixinha para conseguir entrar no banco. Mas uma senhora de idade, também branca, que tentou entrar na agência da Nossa Caixa, na mesma cidade, foi barrada e não conseguiu entrar de jeito nenhum, mesmo chamando a polícia. O gerente do banco ininuou que ela poderia ser criminosa, pois existem muitas pessoas hoje, acima dos 50 e 60 anos de idade, cometendo crimes (o que não deixa de ser verdade). Não vou dizer que não exista preconceito contra negros e pardos nos bancos, por parte de vigilantes e atendentes. Mas dizer que são só os negros que são barrados nas portas giratórias é uma bela de uma mentira.

    ResponderExcluir
  13. A campanha é show e eu concordo com a Amanda.

    ResponderExcluir
  14. MAL VESTIDO? ESSE POVO DOS COMENTÁRIOS ESTÁ DELIRANDO... OS DOIS ESTÃO DE CALÇA E CAMISA, A MESMA ROUPA, FALA SÉRIO... É a mania brasileira de tapar o Sol com a peneira e passar a mão na cabeça dos errados. Não negamos mesmo o fato de sermos um povinho de merda descendente da escória européia que vinha pra cá pra nmão ser presa... Fazer o quê? Eita mentalidade...

    ResponderExcluir
  15. Ótima idéia! Tô junto!
    Sara Simões

    ResponderExcluir
  16. É preconceito sim!!!!!!! a mulher que trava a porta!! reparemmmm!! ou seja, ela "carrega" os criterios para travar a porta!!!!que criterios sao esses? ABSURDO!!!! FAÇAM MAIS VIDEOS!!!! ENTREM COM PROCESSO TB!!!!

    ResponderExcluir
  17. Gostaria de parabenizar a iniciativa sobre este ABSURDO que são as portas de bancos!!! Quando se VÊ que uma pessoa por ser NEGRA ou que a pessoa q toma conta NÃO VAI COM A CARA daquela que quer entrar no banco, discriminando A de B, observa-se que o único objetivo dessas portas é separar quem interessa ou não ao banco! RIDÍCULO!!!!!

    ResponderExcluir
  18. Ô Amanda...

    ONDE q o cara tá "mal vestido, e tal"??? Um jovem de jeans, ou calça de sarja, e camiseta???
    O q vc vê de "MAL VESTIDO" nele, desculpe "nega", é a cor e o cabelo - assim como os seguranças e a maioria.

    Se ele cortasse o cabelo escovinha e pusesse uma roupa "social"...

    ResponderExcluir
  19. E se eu estiver carregando um baita de um consolo de metal na minha bolsa e a porta travar? Posso enfiar no segurança? Quanto ao preconceito, rola mesmo, em todas as situações possíveis e imaginárias, o Brasil é preconceituoso de dar dó. Quanto ao salário do gerente ahhahahah, me poupe, se ele fosse ganhar em cima das taxas estaria rico...

    ResponderExcluir
  20. Ridículo esse tipo de racismo gente!! eu mesma já fui assalta por caras brancos com cara de Playboyzinho!

    Enfim! Isso é Brasil!!

    Já fiz minha parte e Assinei o Manifesto Porta na Cara, e ainda irei divulgar no meu Blog Ok?

    Vlw

    ResponderExcluir
  21. assino e divulgo.

    parabéns a toda equipe do circo voador!
    sou fã!

    ResponderExcluir
  22. Isso ai galera, foi muito bom o video e apoio essa iniciativa. Temos várias contradições e indagações, a opressão está na nossa cara todos os dia...nos só nos incomodamos quando acontece com um dos nossos! I não me refiro somente a esse exemplo abordado. Achei ótimo e digo: Uma câmera na mão e e uma idéia na cabeça! (Glauber Rocha) É f (oda) e sempre funciona. Parabéns. Vamos abolir essa iniciativa e botar o bloco na rua. Eles tem lucro de bilhões por ano e devem ou pelo menos podem alterar esse modelo.

    ResponderExcluir
  23. A discriminação é visível... seja pela cor, pela questão social ou sei lá mais porque... O vigilante se movimenta antes do rapaz entrar na roleta... só depois, a porta trava. Eu sou cliente deste banco e já fui várias vezes "travada", mas também já passei pela roleta com mais metais do que o primeiro rapaz.
    Um amigo que já trabalhou no setor, disse que o sistema é aleatório, automático... que eles apenas podem destravar, quando ocorre, verificando os pertences.
    Sou professora e num daqueles dias em que minha bolsa estava abarrotada de avaliações, fui parada na porta do Banco Real de Mesquita, RJ. Coloquei chaves, celular, bolsinha de moedas no local indicado e a porta apitava e travava. Por fim, o rapaz chamou um pseudo gerente que atravessou a porta e, dentro do caixa eletrônico da agência, me fez abrir a bolsa de provas e quando não viu nada que justificasse, teve a audácia de dizer que fora a minha bolsinha de lápis. Me arrependo até hoje de não ter processado o banco pelo constrangimento.
    Apoio o movimento. Existem métodos mais modernos. Já vi uma reportagem em que bandidos metralharam a porta, entraram na agência, no horário de expediente, com o banco lotado e assaltaram.

    Parabéns, pela iniciativa!

    Marise Monteiro - Mesquita - Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  24. Concordo que o manifesto seja feito, se bem que temos tantas coisas mais importantes e prioritárias precisando de atenção mas enfim, acho que outros videos precisam ser produzidos, com mais situações desse tipo. Entrevistem uns seguranças e alguns gerentes, fora do horário de trabalho. Alguns certamente farão confidências sobre o caso. O manifesto precisa ser melhor elaborado para se tornar válido e inquestionável.

    ResponderExcluir
  25. Apóio movimento!
    não existem detectores de metais nos bancos!
    é tudo fake!
    ladrões são os bancos!

    ResponderExcluir
  26. Parabéns novamente Circo. Fui vítima junto com uma amiga do abominável, imoral e ilegal Banco Itaú. Na nossa frente um negro, foi praticamente despido por um segurança despreparado, que aborda as pessoas com a arma em punho, isto tudo com a aprovação da gerente da Agência do Posto Seis. Os seguranças se divertem parando as pessoas. Eles não tem legalidade para obrigar qualquer pessoa a abrir a bolsa. O Banco Itaú é criminoso e ilegal. Em caso de tumuldo todos podem morrer dentro de uma agência, pois estas portas são ilegais. Os seguranças do Itaú não podem me recepcionar com a arma em punho. Nem a polícia pode fazer isto. O banco Itaú criou um polícia paralela. Se me exigirem novamente uma revista, dou ordem de prisão ao suposto segurança armado e a gerente da agência. Fujam de qualquer Agência Itaú, principammente da Agência do Posto Seis na Av. Nossa Senhora de Copacabana, esquina com Rainha Elizabeth. Atenção Policia Fedral, ficalize a legalidade desses supostos seguranças.

    ResponderExcluir
  27. Bela iniciativa e desejo de verdade que dê certo! Eu mesma já fiquei retida em uma agência da CEF e duas no BB, só que eu não saí da porta enquanto não consegui entrar na agência . . . causei um tumulto básico dizendo que eu sabia perfeitamente o que tinha dentro da minha bolsa e que não estava ali a passeio... apareceu sempre algum gerente sei lá de quê, que diante da minha irredutibilidade, acabou autirizando minha passagem. Não sou melhor que ninguém, mas acho numa profunda falta de respeito essa 'filtragem' e ainda mais a forma de abordagem dos seguranças... Enfim, tomara mesmo que o povo acorde e não dê pra trás nas atitudes contra essa arbitrariedade que se diz ser uma forma de preservar a segurança . . . de quem afinal de contas!?

    ResponderExcluir
  28. Acho que o video diz mt da realidade da sociedade brasileira, na qual o rascimo é uma prática continua seja numa entrada de banco, ou com os seguranças de lojas e shopping sempre vsando os negros. E isso não tem nada aver com a roupa, pq o estilo do rapaz negro ero o mesmo do branco. Ser black é estar mal vestido?!

    ResponderExcluir
  29. gostei muito do doc mas como ja citado Acho que poderia ser um projeto um pouco maior, com situações diferentes afim de ampliar o alcance.

    abraço e PARABÉNS@@

    ResponderExcluir
  30. Pq vc's estão apagando comentários??? Idiotice, se isso é algo publico que deixem os comentários, tanto a favor quanto contra

    ResponderExcluir
  31. Engraçado o cara falar sobre taxa de manutenção...
    Acho que essa pessoa deveria primeiro ver os lucros do banco e perceber que seria um investimento mínimo colocar um sistema de raio-x. Caro pro banco? faça-me rir! vai ler um pouco sobre tarifas e taxas e ver como somos roubados aqui! Da mesma forma o salário dos bancários, pelos lucros exorbitantes obtidos,seria obrigatório pagar decentemente seus funcionários.
    Fora isso, o "trabalhador que está do outro lado e que vai arriscar a própria vida" deveria ser treinado e poder contar com tecnologia que favorecesse seu trabalho e não ficar imaginando coisas, que são influenciadas por estereótipos e preconceitos, para exercer sua função.
    Abs.

    ResponderExcluir
  32. Pra começar eu acho o comentário do flake a coisa mais ridícula e ignorante do mundo atual. Um comentário de quem não sabe nada do que está falando e/ou de quem tem medo aceitar a verdade,ou ainda, rabo preso! A verdade é que o racismo no Brasil existe sim e que os seguranças são treinados nestes moldes - assim como os policiais que treinavam tiros nos alvos com fotos de pessoas negras. O maior racismo vem de onde menos se espera (ou de onde mais se espera a proteção dos direitos humanos), dos seguranças (negros/mestiços), dos policiais (negros/mestiços), dos menos favorecidos puxa-sacos de patrões como deve ser o senhor flake, ou "fake" ,como queiram. Enfim! Os "sem visão", os "sem noção".
    Os bancos ganham montanhas de dinheiro e pagam o mínimo de impostos e tenho certeza de que o dinheiro pra instalar sensores de raio-x nas portas das agências dos bancos espalhados pelo Brasil sairá da urina deles e não do bolso!

    Continuem com essa nobre missão e deixem os cães latirem!!!
    Abrçs

    ResponderExcluir
  33. Pretendo esquentar as dircursões. Sou Negro(Pardo), o que para mim dá no mesmo. Entrei nesta mesma agencia em dois momentos diferentes. Um estava de calça Jeans, tenis sujo, camiseta e uma bolsa que as vezes esta com laptop, noutras não, como neste dia que relato. Na bolsa dois celulares, um mp4,um fichario e um monte de papeis alem de chaves. FUI PARADO. Semana passada fui lá de calça e blusa social, LAPTOP, Celulares, cabos, HD, passei, nem dando trela para os seguranças e levei os mesmos 3 seg do video. PRECONCEITO pelas vestimentas, não pela COR DA PELE. No ITAU da Sao José 90, aonde a 3 anos atras, um cliente morreu por discutir com o segurança, escutei que eles travaram a porta pq nao me conheciam, e conheciam a mulher que estava em minha frente, portavamosw as mesmas coisas , UM CELULAR E CHAVES NAS MAOS. FALEI ALTO, ME APRESENTEI e NUNCA MAIS ME BARRARAM. Concordo com o FLAKE, pois Taxas somadas de todos correntistas justificadas para esses pagamentos, logo, pq PREJULGAR pelas aparencias?
    APOIO 100 % este projeto, estou enviando a todos por e-mail

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  35. Todo mundo sabe que na maioria dos bancos acontece isso mesmo, eu jah entrei varias vezes em diversas agencias bancarias carregando dentro da mochila meu estojo que tem diversas lapiseiras de metal, um estilete profissional enorme, uma tesoura de metal enorme tb, alem das laminas soltas para repor no estilete, ou seja eu poderia matar o banco inteiro ate pq a agencia eh mt pequena, e a porta nunca travou cmgo. Um desses dias eu ate comentei cm a pessoa q me acompanhava pq enqto esperava atendimento vi uma senhora com uns 40 e poucos anos que ficou um tempao tentando entrar pq a porta travou e fizeram ela tirar tudo da bolsa que ela carregava, q nao era maior que a minha mochila, e no final ela tirou um alicate de unha, e o seguranca disse pra ela colocar na caixinha q aquilo q estava travando a porta. Se um alicatezinho de unha trava cmo tudo que eu tinha na minha mochila nao travou?
    Os segurancas deixam entrar qm eles qrem, nao acho q seja racismo exatamente pq nao eh apenas com uma raca q eles fazem isso, eles fazem cm qm eles nao vao com a cara, sei lah..

    ResponderExcluir
  36. Já sofri este tipo de preconceito numa agência da Caixa econômica e numa do Banco do Brasil. Na da Caixa , na 3 vez eu joguei a bolsa onde a gente colkoca as coisas pq não aguentei mais e saí xingando os seguranças que me olharam comc ara de espantados, claro , ninguém nunca deve ter posto a bolsa toda lá rsss. Já no Banco do Brasil,as únicas coisas de metal era o celular e as chaves, mas como estava com uma mochila, travaram logo de cara... reclamei, tirando uma prancheta de acrílico dela e disse: nossa, isso aqui realmente mata um, com esse tamanho todo...
    Minha mãe, portadora de marcapasso no entanto , já passou direto em várias agências... O Banco bradesco não tem essas portas e não deixa de lucrar bilhões por causa disso, aliás é um dos bancos que mais lucram e roubam os clientes no brasil, Chega de portas deste tipo, Basta!

    ResponderExcluir